top of page
  • Rudy Rafael

Porque a Nova Ordem Mundial e seus servos não querem que você estoque mantimentos

Atualizado: 22 de jan.

“Tomando suas lâmpadas, as tolas não levaram óleo consigo.” – Mateus 25:3.


Com a pandemia do coronavírus em 2020 o discurso do sistema, reverberado pelas pessoas que a ele servem, sempre foi o de não estocar mantimentos. Via-se imagens de pessoas limpando as prateleiras dos supermercados e ricos, famosos, os com a vida ganha e os alienados pelo sistema vinham com seus discursos politicamente corretos perfumados querendo convencer a todos de que não era necessário comprar muita coisa, pois não iria faltar e que era necessário pensar no próximo. Naturalmente que há uma intenção oculta por trás dessas pessoas com esses discursos bonitinhos.


Há uma força oculta em andamento que faz o sistema usar seus servos para tentar convencer as pessoas de que não é preciso estocar mantimentos e tudo isso é muito simples de compreender. A Nova Ordem Mundial (NOM) negativa quer que as pessoas dependam dela e a principal forma de depender dela é usando dinheiro. O sistema financeiro da humanidade está nas mãos da NOM negativa e é hoje a maior forma de domínio da população mundial, pois o sistema escravizou as pessoas para dependerem de dinheiro até para poder beber água para viver.


Cada vez que uma pessoa compra alguma coisa ela está se conectando à NOM negativa, pois o dinheiro é a principal forma de escravidão dessas entidades. Nesse ponto, não se trata de materialismo exacerbado, mas da simples realidade de não conseguir sobreviver sem usar dinheiro para ter onde morar, para ter o que comer e para ter o que beber. É na necessidade de ter dinheiro para sobreviver que a NOM negativa desconectou a humanidade de sua natureza divina e agora o ser humano não vive sem dinheiro e portanto não vive sem quem controla o dinheiro.


Quanto mais independente uma pessoa for, pior para a NOM negativa, pois para ela quanto mais coisas as pessoas comprarem, melhor e por isso ela enche a humanidade de entretenimento e prazeres sensoriais para que as pessoas vivam para comprar. Todos gastam dinheiro comprando coisas que não precisam para viver e não apenas interessa à NOM negativa que se compre em quantidade como também se compre com frequência. A NOM negativa quer manter as pessoas presas ao dinheiro e a forma de mantê-las presas ao dinheiro é fazer do ato de comprar uma rotina de vida.


Para a NOM negativa não é interessante que uma pessoa passe 3 meses sem gastar dinheiro comprando arroz. Para a NOM negativa é interessante que a pessoa compre pacotes pequenos de arroz para que esteja constantemente comprando arroz e gastando dinheiro. A NOM negativa e seus servos não querem que a pessoa se desconecte do sistema econômico, do dinheiro, por isso trabalha contra a cultura de estocar. Quanto mais a pessoa estocar, menos ela terá que voltar ao mundo para comprar e menos ficará no radar da NOM negativa. “CPF na nota?”.


O ser humano que é adestrado para não estocar torna-se muito mais dependente do sistema, justamente porque vai precisar buscá-lo mais e mais vezes para comprar. Se uma pessoa estoca mantimentos por 2 anos e se isola da sociedade, são 2 anos em que ela terá como sobreviver sem ser subjugado pelo sistema e 2 anos em que ela poderá sobreviver sem a sociedade. Existe uma preocupação da NOM negativa em não perder seguidores e no futuro haverá uma preocupação da sociedade em levar consigo para o inferno o maior número de pessoas possível.


A NOM negativa não quer que as pessoas percebam que elas podem estocar mantimentos e viver uma vida longe dela por tanto tempo; a NOM negativa quer as pessoas perto constantemente para que possa se conectar a elas e a forma disso ocorrer atualmente é através do sistema financeiro. Há inclusive uma cultura de estimular o parcelamento das compras mesmo quando a pessoa deseja pagar à vista. Ao pagar à vista há desligamento, enquanto que quando há parcelamento mantém-se a ligação com o sistema financeiro. Pagar à vista é dar um “tchau”, enquanto que parcelar é um aviso de “logo nos vemos”.


Em 2020 com a pandemia do coronavírus algo mudou no mundo e pôde-se perceber claramente que a NOM negativa tem servos em tudo que é canto, pessoas que mesmo não fazendo parte de seu comando estão defendendo o sistema que lhes dá “proteção”. As pessoas que tentam convencer os outros de que comprar muito é desnecessário, “coisa de gente egoísta” e coisas assim apenas estão reverberando as intenções da NOM negativa, pois já estão conectadas à ela. A humanidade já foi dividida entre os que irão servir à NOM negativa e os que buscarão sua liberdade.


Para vencer a NOM negativa, em seu microcosmo, em seu universo particular, para si e para os seus, é preciso não apenas estocar mantimentos como aprender a racioná-los. Não adianta comprar um monte de enlatados de atum e comê-los todos em uma semana, é preciso refletir sobre quanto tempo se quer que os enlatados durem e comer diariamente uma quantidade limitada para que esses enlatados durem o maior tempo possível. É preciso aprender a comer bem para que se possa comer menos, pois longe da NOM negativa haverá mais restrições de alimentos.


A NOM negativa não quer que as pessoas estoquem mantimentos porque isso é libertação do sistema financeiro e os seus servos, os humanos que já foram escravizados por ela, também não querem pois já estão servindo ao sistema. Aprender a estocar mantimentos e racioná-los é uma arma que todos os despertos terão para vencer a NOM negativa e não é à toa que ela e seus servos se preocupam tanto em menosprezar quem o faz. Ninguém deve se sentir mal por ter arroz guardado para 3 meses, pior é ter que estar a cada 2 semanas indo ao supermercado para comprar arroz.

4 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page